Polióis

Os polióis, também chamados de poliálcoois ou álcool de açúcar, são carboidratos que têm sido utilizados como substitutos da sacarose (açúcar de mesa). Eles podem ser monossacarídeos (eritritol, manitol, sorbitol e xilitol) e dissacarídeos (lactitol, maltitol e isomalte). Os polióis apresentam valor calórico e poder adoçante um pouco abaixo do açúcar, porém precisam ser usados em maiores quantidades para obter o efeito tecnológico desejado 1,2.

Atualmente, o xilitol e o eritritol, encontrados em alguns tipos de plantas e frutas, têm sido os polióis mais estudados e utilizados pela população. O xilitol e o eritritol são amplamente utilizados em uma variedade de produtos alimentícios e de higiene bucal como substitutos do açúcar 3. A atenção que o xilitol e o eritritol tem atraído se deve aos efeitos benéficos encontrados em algumas pesquisas recentes 4,5.

A ingestão aguda de eritritol e xilitol foi associada à liberação dos hormônios CCK e GLP-1 e retardou o esvaziamento gástrico, contribuindo para o prolongamento da saciedade. Quanto à liberação de insulina, o uso de eritritol não promoveu alteração e o xilitol causou discreto aumento 4.

Em uma revisão sistemática recente sobre os efeitos metabólicos do uso de xilitol e eritritol, encontrou evidências de efeitos relevantes antidiabéticos e antiobesogênicos. Os possíveis mecanismos hipotetizados foram a redução do esvaziamento gástrico e aumento do trânsito intestinal, a inibição da atividade enzimática na digestão de carboidratos, o aumento da captação de glicose muscular, ação antioxidante nas ilhotas pancreáticas do pâncreas e estímulo de hormônios intestinais, como o GLP-1, aumentando a secreção e a sensibilidade à insulina e diminuindo a secreção de glucagon 5.

No entanto, apesar dos benefícios evidenciados, existem algumas desvantagens como o custo elevado, a dificuldade em encontrar esses polióis em algumas localidades, o xilitol parece ter impacto na glicemia apesar de ser menor que o açúcar, o eritritol tem menor poder adoçante sendo necessária maior quantidade para obter o dulçor esperado e ambos podem causar desconforto gastrointestinal em algumas pessoas, como flatulência e cólicas 3.

Vale ressaltar ainda que o uso de edulcorantes não é considerado essencial, apesar de auxiliar na redução do consumo de calorias e carboidratos, na flexibilidade do plano alimentar e, portanto, no convívio social. Além disso, é importante estimular os pacientes a adaptar o paladar ao sabor natural dos alimentos, preferindo sempre alimentos in natura e minimamente processados como base de uma alimentação saudável.

REFERÊNCIAS:

1. Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres; Agência Nacional de Vigilância Sanitária Adoçantes [Internet]. [acesso em 15 maio 2019]. Disponível em: http://abiad.org.br/wp-content/uploads/2017/02/cartilha-adocantes-abiad.pdf

2. SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES (SBD). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2019-2020). São Paulo: AC Farmacêutica, 2019.

3. Mooradian, AD; Smith, M; Tokuda,M. The role of artificial and natural sweeteners in reducing the consumption of table sugar: A narrative review. Clinical Nutrition ESPEN, 18: 1-8, 2017. DOI: 10.1016/j.clnesp.2017.01.004. Acesso em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2405457717300232

4. Wölnerhanssen BK, Cajacob L, Keller N, et al. Gut hormone secretion, gastric emptying, and glycemic responses to erythritol and xylitol in lean and obese subjects. Am J Physiol Endocrinol Metab. 2016;310(11):E1053-E1061. doi:10.1152/ajpendo.00037.2016

5. Wölnerhanssen, Bettina K., et al. Metabolic effects of the natural sweeteners xylitol and erythritol: A comprehensive review. Critical reviews in food science and nutrition 60.12 (2020): 1986-1998.

Dra. Daniela Lopes Gomes
  • Nutricionista Clínica
  • Professora do Instituto de Ciências da Saúde da UFPA
  • Orientadora no Programa de Pós-graduação em Neurociências e Comportamento (PPGNC / UFPA)
  • Orientadora no Programa de Pós-graduação em Atenção e Estudo Clínico no Diabetes (PPG DIABETES / UFPA)
  • Especialista em Nutrição Clínica
  • Especialista em Obesidade e Emagrecimento
  • Mestre em Teoria e Pesquisa do Comportamento (UFPA)
  • Doutora em Nutrição Humana (UnB)